quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Yago

Chama-se Yago o menino que apareceu-me em pleno dia 26 de janeiro. Chamou-me pelo apelido que todos em casa me chamam. De maneira atrevida, sentou-se sobre a tela do computador, com ares de familiaridade como se eu lhe tivesse concedido intimidade. Pediu um certo espaço. Concedi com um cadinho de má vontade e retruquei que, como o tempo estava afoito para as atividades rotineiras, minha atenção, naquele momento, lhe seria pouca.

Passou um tempo. Ele me olhou novamente. Sorriu triste. Nunca alguém me olhou de maneira tão intensa e tão triste. Abriu a porta e saiu.

Um comentário:

  1. As crianças são muito sinceras nas suas demonstrações de sentimentos.

    ResponderExcluir